Centro de Reabilitação Física – Rehabilitation Centre

1 - Capa

Hall principal.

2

Vista a partir do pórtico de acesso.

3

O acesso principal ao edifício é protegido pelo vão da estrutura.

4

Marquise ao sul que conecta o acesso ao edifício ao restante do campus.

5

Volume destinado às piscinas projetando-se a partir do bloco principal. O estacionamento acomoda-se no desnível.

6

Bloco das piscinas sobre auditório, vista sobre a cidade ao fundo.

7

Bar.

8

Hall principal visto a partir do segundo pavimento com acesso às piscinas ao fundo.

9

Piscinas adaptadas.

10

Circulação do bloco esportivo junto à fachada oeste.

11

Quadras de esportes.

12

As quadras de esportes também tem vista ampla sobre Porto Alegre.

13

Área destinada à academia.

14

Área destinada ao auditório.

15

Hall na extremidade norte do bloco esportivo.

16

Salas de fisioterapia e outras especialidades se concentram no bloco de pesquisas.

17

No topo do complexo há um salão multiuso que pode receber apresentações culturais, festas e diversos outras atividades. O salão amplia-se para um grande terraço.

18

Implantação.

19

Planta baixa térreo.

20

Planta baixa segundo pavimento.

21

Planta baixa terceiro pavimento.

22

Planta baixa quarto pavimento.

23

Corte longitudinal do bloco esportivo.

24

Corte através da praça de acesso.

25

Corte mostrando as piscinas, o salão multiuso e o bloco de pesquisas.

26

Corte da praça de acesso e do bloco de pesquisas.

O projeto prevê a reconfiguração do Campus Central do IPA Metodista e sua complementação com um Centro de Reabilitação Física de porte adequado para a demanda de uma metrópole como Porto Alegre, aproveitando a tradição da instituição no ensino de Educação Física e Fisioterapia. A implantação de blocos cruzados configura uma praça de acesso e distribuição de fluxos junto à rua Casemiro de Abreu e reserva a área ao sul, com vista privilegiada para a cidade, para a convivência e o lazer. O projeto prevê uma pequena torre de salas e laboratórios para os pesquisadores que se pareia com o edifício de pedra existente, ocupado pela reitoria e um bloco dominante ao leste dedicado aos equipamentos esportivos. O desnível do terreno na parte sudeste foi aproveitado para a construção de vários níveis de estacionamento, minimizando os custos de movimentação de terra.

/The design for the expansion of IPA’s Central Campus in Porto Alegre, Brazil, with a Rehabilitation Centre developed by ALTA includes several adapted sports and therapeutic facilities along with faculty accommodations in an all-accessible campus with privileged views over the city. The cross-shaped scheme defines a central plaza that welcomes and orientates visitors while the southmost part of the campus is reserved for open air studying and leisure. The project proposes a small tower of offices for researchers pairing with the existing stone building of the rectory and a dominating, truss-based, volume for the sports courts topped by a transparent room dedicated to cultural presentations. The topography of the site allows parking to be accommodated beneath the campus level without requiring extensive excavation./

capa